É pirâmide ou não é?

Hoje vou escrever um pouco sobre um assunto um tanto quanto polêmico: pirâmides financeiras. Quem está dentro desses esquemas, tem mil e um argumentos para te convencer que não se trata de pirâmide. Atraídos por promessas de altos lucros, muitos acabam sendo enganados. Nesse post darei algumas dicas para que você consiga identificar se um esquema é pirâmide ou não é.

Como saber se é pirâmide ou não é

Resumidamente, uma pirâmide financeira é um esquema fraudulento que tem como principal receita a remuneração pela indicação de novos membros mediante uma taxa de entrada no negócio. Muitas vezes, ela vem travestida com a cara de um negócio sério. Promete grandes rendimentos, vendas de vários produtos de maneira exagerada, tudo isso com um investimento inicial baixo.

Há dois esquemas de pirâmides mais comuns atualmente, o esquema Ponzi e o esquema Madoff.

O esquema Ponzi costuma oferecer um rendimento muito acima do mercado. Ele precisa que cada vez mais novos membros entrem no esquema para pagar membros antigos e sustenta-lo.

Por outro lado, o esquema Madoff, oferece retornos mais plausíveis à visão do investidor, cerca de 1% a 3% ao mês. A princípio até pode parecer um esquema lícito, mas com o passar do tempo, esse desempenho permanece nos mesmos patamares, ainda que em tempos de crise!

Agora que falei um pouco desses dois tipos de esquema vou deixar aqui um check list das características mais comuns para que você consiga identificar se é pirâmide ou não é!

☑ Rendimentos mensais muito acima do mercado

Ofereceu rendimentos acima de 3% ao mês, fique desconfiado! Somando 3% ao longo de 12 meses sem aplicar juros compostos, temos um rendimento de 36% ao ano. Ainda que, isso seja possível, é muito difícil manter uma performasse assim. Warren Buffet, um dos maiores investidores do mundo, ganhou anualmente em média 23% ao ano.

☑ Ganhos cumulativos por indicação

Você ganha por cada membro novo que entra no esquema. Ganha também por cada pessoa que entrou através de alguém que você indicou e por aí vai, nível após nível. Ou seja, vai se formando, uma pirâmide.

☑ Prêmios Cafonas

A partir de um valor X investido, ou Y pessoas indicadas, o investidor passa para a categoria, black, prata, ouro, platina, diamante, titânio, etc. Além disso, em cada categoria pode ganhar, uma viagem, uma Mercedes, uma Ferrari e por aí vai. São vários prêmios que remetem a status e que despertam o desejo dos investidores desavisados.

☑ Transparência

Quem é o dono da empresa? Onde a empresa está situada? Qual o canal de contato da empresa? A empresa tem CNPJ? Ela paga impostos sobre o produto que ela vende? Ela trabalha com BitCoin? Se sim, o rendimento é plausível? Você consegue explicar como ela ganha dinheiro?

Todas essas perguntas dizem respeito a transparência da empresa, você consegue responder a todas elas? Afinal, quando estamos lidando com empresas sérias, facilmente respondemos a todas essas perguntas. Caso não consiga responder, fique atento, pode se tratar de uma pirâmide.

Concluindo

Caso você tenha observado ao menos duas das características que citamos no nosso checklist em alguma empresa, fique atento, você pode estar sendo convidado para uma pirâmide financeira.

Esse post não esgota o assunto de pirâmides, elas aparecem de várias formas. Infelizmente no Brasil não temos agências reguladoras dedicadas a combater especificamente esses esquemas. Dessa forma, pirâmides nascem e morrem antes mesmo que sejam investigadas. Cabe assim, a nós, a cautela ao nos depararmos com esse tipo de esquema.

Fiquem atentos!

Pergunta pra gente!